10 comentários:
De Rui Silva a 20 de Abril de 2006 às 03:01
Pois eu digo que nuclear já devia ter sido há muito tempo atrás.


De anónimo a 20 de Abril de 2006 às 03:25
Comentário apagado.


De west a 20 de Abril de 2006 às 03:27
Há outros tipos de energia menos perigosas, sem lixo (limpas), renovaveis e inesgotáveis, como por exemplo: as ondas do mar, o vento, o sol, o hidrogénio proveniente da água - isto são só alguns exemplos, mas há muitos mais, basta procurar na net as informações.
Mas o problema do neclear é muito pior que o lixo ou a perigosidade, também tem a questão económica, saindo muito mais cara do que querem fazer crer os barões do nuclear, eles os que com isso ganharão fortunas loucas, gananciosos de merda. Cliquem na imagem do post e leiam o texto. Escutem a canção, o Fausto tinha... tem raão. NUCLEAR? NÂO obrigado!


De west a 20 de Abril de 2006 às 03:30
Há outros tipos de energia menos perigosas, sem lixo (limpas), renovaveis e inesgotáveis, como por exemplo: as ondas do mar, o vento, o sol, o hidrogénio proveniente da água - isto são só alguns exemplos, mas há muitos mais, basta procurar na net as informações.
Mas o problema do neclear é muito pior que o lixo ou a perigosidade, também tem a questão económica, saindo muito mais cara do que querem fazer crer os bões do nuclear os quais com isso ganharão fortunas loucas. Cliquem na imagem do post e leiam o texto. Escutem a canção, o Fausto tinha... tem raão. NUCLEAR? NÂO obrigado!


De Alentejano a 20 de Abril de 2006 às 20:57
Grande musica , grande fausto..


De Rui Silva a 21 de Abril de 2006 às 00:13
Se considerarmos os custos ambientais, talvez concorde contigo. No entanto, é preciso uma solução séria ao petróleo, e as renováveis não são sérias. Não são sérias porque: barragens, se não chove, o que é cada vez mais frequente, não há energia para ninguem; ondas e marés não são rentáveis, vento produz pouca energia e solar só se justifica para pequenas aplicações. Hidrogénio tem um balanço energético negativo, pelo menos por enquanto.


De west a 21 de Abril de 2006 às 01:01
Além de sérias todas essas alternativas, estão em franco desenvolvimento. Mas atenção que há muitas mais alternativas em desenvolvimento, não são só estas. Se o nuclear fosse a única alternativa, há muito que teria sido aplicada em maior escala a nível planetário, e note-se que cada vez é menos utilizada pelos países industrializados e desenvolvidos. Isto é sintomático - os efeitos são terriveis: lixos, ambiente, saúde pública, etc...


De west a 22 de Abril de 2006 às 01:54
A ver sem falta a reportagem no jornal da noite de Domingo na SIC pelas 20h00 - As crianças de Chernobyl. Depois venham dizer que ainda são a favor do nuclear. Haja sensatez!


De Golfinho a 24 de Abril de 2006 às 12:51
Muito bem!!!!


De Rui Silva a 25 de Abril de 2006 às 23:39
Chernobil foi um acidente, numa central em más condições. Hoje temos centrais com outra segurança, outra tecnologia, enfim. Não sendo a favor do nuclear, não posso ser contra.


De re21 a 29 de Abril de 2006 às 23:23
Este post é excelente,e concordo com o escrito no mesmo,só mesmo os fracos de inteligência podem defender a energia nuclear.Nuclear não obrigado!


engarrafar comentário